Jornal Nova Geração

educação

Autora narra “Era uma vez nossa Estrela” no evento de lançamento do livro

Crianças da rede municipal de ensino foram presenteadas com exemplares da obra em comemoração ao Dia das Crianças

Publicado dia 15 de outubro de 2021
151021_KarinePinheiro_Livroludico3

O livro lúdico “Era uma vez nossa Estrela”, que conta a história do município, foi lançado oficialmente na segunda-feira, dia 11, na Sociedade Ginástica Estrela (Soges). No evento, a autora da obra, Léia Cassol, narrou a história para as crianças.

Estavam presentes na ocasião, crianças das séries iniciais das redes de ensino municipal, estadual e particular de Estrela, pais e autoridades da administração pública.

A obra narra a história dos primos Gabriel e Helena. Gabriel mora no interior de Estrela e cria insetos. Helena mora no Centro da cidade e gosta de observar as Estrelas. Durante um acampamento no quintal de casa, as crianças são impedidas de catalogar as estrelas em razão da chuva. Impedidos de falar sobre as estrelas, decidem falar sobre Estrela.

Para estruturar a narrativa do livro, a autora Léia Cassol iniciou uma pesquisa de campo que começou em junho e se estendeu até setembro. A pesquisa foi feita por meio de bibliografias históricas e visitas ao município. “Estando contagiada pela cultura, comecei a escrever a história para tentar retratar um pouco do que eu vi aqui”, declara.

Para Léia, trabalhar os movimentos históricos de municípios com crianças é importante porque elas são o futuro da sociedade. “Quando a gente faz com que as crianças percebam e conheçam o que elas têm na cidade, elas se apaixonam. Quando elas se apaixonam, elas cuidam e isso é passado para as gerações seguintes”, ressalta a autora.

A secretária de Educação, Elisângela Mendes, ressalta a importância do lançamento da obra para a educação do município. “Podemos comemorar o Dia das Crianças e também incentivar a leitura, que é algo tão importante na vida escolar”, comemora.

Na quarta-feira, 13, os alunos da rede municipal foram presenteados com exemplares do livro. Para a professora do Projeto Hora do Conto nas Escolas Municipais de Ensino Infantil (Emei’s) e Ensino Fundamental (Emef’s), Cristina Muller, utilizar este material em sala de aula será uma oportunidade para que as crianças saibam falar sobre as origens do município desde pequenas.

A professora relata que o intuito é fazer aulas lúdicas, nas quais a história será contada por etapas, com materiais que podem ser produzidos pelos próprios alunos.
Outra ideia que surgiu entre os professores é a possibilidade de um ônibus itinerante, seguindo pontos destacados no livro. Além disso, as bibliotecas de todas as escolas do município, particulares, estaduais e municipais, receberão exemplares.

Compartilhar conteúdo