Jornal Nova Geração

O Jornal NG publica nesta semana mais um “Cafezinho com o NG”. Neste espaço, empresários, políticos, lideranças e representantes de comunidades da área de cobertura do semanário destacam experiências e ações nos seus respectivos setores e em benefício de suas cidades. Nesta edição, Jones Diehl, sócio da Renovale Recuperadora de Caminhões, conta sobre sua atuação de quase 20 anos no mercado.

ENTREVISTA

Jornal NG – Como entrou no ramo da recuperação de veículos?

Jones Diehl – A empresa foi iniciada em 2004, em Estrela. Eu trabalhava no ramo da recuperação de caminhões, em uma concessionária. A partir disso, eu e meu sócio vimos um nicho de mercado surgindo. Faltavam empresas para trabalhar na recuperação de caminhões aqui na região, este serviço era feito somente em concessionárias. Decidimos sair do emprego para iniciar no novo empreendimento. Quando a gente abre uma empresa, a gente tem certeza e a confiança de que vai fazer a coisa certa. Hoje temos cerca de 15 funcionários.

Jornal NG – Como a pandemia afetou a Renovale?

Jones Diehl – Durante a pandemia tivemos protocolos diferentes e essa adaptação foi difícil, mas não paramos as atividades. Trabalhamos com caminhão e consequentemente vêm caminhoneiros de outras regiões e outros estados, que estavam com a situação mais complicada que a nossa. O transporte rodoviário de mercadorias é necessário, logo, as oficinas têm que estar abertas para atender esses motoristas. Já passamos pela maior seca dos últimos 60 anos e pela maior crise da bolsa de valores A cada ano podem surgir problemas que não existiam antes, e que não têm como serem previstos. Ninguém sabe como estará a economia, o preço do dólar, o preço da gasolina daqui a dois anos, mas sabemos que nosso serviço é e sempre vai ser bem feito.

Jornal NG – Como é empreender em Estrela?

Jones Diehl – Estamos bem posicionados na BR-386, onde caminhões de todos os portes passam diariamente. Atendemos, além de Estrela, vários outros municípios aqui do Rio Grande do Sul. Da fronteira até a grande Porto Alegre. Da região da serra a outros estados do Brasil.

Jornal NG – Como enxerga o futuro da Renovale?

Jones Diehl – Se manter firme no negócio, porque os caminhões estão com muita tecnologia e mudando constantemente. Temos que ficar atentos para não ficarmos obsoletos no mercado. Temos que manter a visão de permanência e nos manter atualizados.

Jornal NG – Qual o conselho para quem quer empreender?

Jones Diehl – Primeiro, tem que ser persistente naquilo que se quer empreender, independente do ramo. Analisar se o produto cabe no ramo desejado, apresentar soluções diferentes, ser competente, estar atualizado e persistir.

Compartilhar conteúdo