Jornal Nova Geração

ESTRELA

Comunidade instala câmeras para combater furtos em cemitério no interior

Moradores de Novo Paraíso ajudaram com mão de obra e doações de alguns equipamentos. Melhorias na iluminação e restante do material necessário para o sistema foram custeados pela coordenação da comunidade

Um sistema de câmeras de vigilância foi instalado nas dependências da Comunidade Católica São Víto, em Novo Paraíso. Os moradores se reuniram na manhã do último sábado, 11, para colocação do poste que fornecerá energia elétrica. A ação foi necessária devido aos furtos registrados no Cemitério Católico nos últimos meses.

A iniciativa é da população local. Os equipamentos como câmeras, sensores de movimento e poste foram doados pelos membros da Igreja. O restante do material necessário para o funcionamento do sistema foi adquirido pela Coordenação da São Víto. O investimento foi de aproximadamente R$ 2,5 mil.

De acordo com o coordenador Marcelo Sulzbach, parte deste valor estava disponível em caixa. “Estes recursos nós arrecadamos com bailes e festas promovidos pela comunidade. Então é justo que utilizemos esse dinheiro para o bem de todos. Iremos arrecadar o resto no almoço do próximo domingo”, destaca.

Ele explica que uma câmera foi instalada na igreja e outras três no cemitério. O espaço também recebeu melhorias na iluminação e conta com sensor de movimentos. Com os recursos de vigilância, que já estão em funcionamento, as imagens ficarão armazenadas. Em caso de furtos, será possível identificar os suspeitos.

Relembre

Os últimos casos de furtos na localidade foram registrados em março deste ano. Letras, imagens de santos, alças das tampas e molduras de fotos das sepulturas foram roubadas nos cemitérios Evangélico e Católico de Novo Paraíso.

O coordenador relata que foi feito um boletim de ocorrência e a comunidade passou a se organizar para instalar câmeras. De acordo com ele, em um ano, ocorreram quatro episódios de furto.

Compartilhar conteúdo

PUBLICIDADE

Sugestão de pauta

Tem alguma informação que pode virar notícia no Jornal Nova Geração? Envie pra gente.

Leia mais: