Jornal Nova Geração

BOM RETIRO DO SUL

Conhecidos os vencedores do concurso sobre patrimônio histórico

Os projetos foram construídos nos componentes curriculares de Atelier Integrado IX e de Requalificação Urbana, disciplinas do bacharelado em Arquitetura e Urbanismo

Publicado dia 8 de outubro de 2021
e86f7c87-9814-43b2-b7e7-f35f69191430

Uma parceria entre a prefeitura de Bom Retiro do Sul e o Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo da Univates (Emau) busca recuperar a história e o turismo do município. Durante o primeiro semestre de 2021, os acadêmicos desenvolveram estudos relacionados ao patrimônio, arquitetura e cultura. “Nosso objetivo principal é a proteção e valorização da cultura local, assim como a promoção do turismo e dos potenciais de desenvolvimento econômico local sustentável”, explica o secretário de Administração e Planejamento, Carlos Henrique Dullius. Cada grupo recebeu R$ 1 mil de premiação.

Os projetos foram construídos nos componentes curriculares de Atelier Integrado IX e de Requalificação Urbana, disciplinas do bacharelado em Arquitetura e Urbanismo. Para o professor do curso de arquitetura da Univates, Marcelo Airoli Heck, a iniciativa é muito válida para a formação dos acadêmicos. “Essas parcerias que temos entre universidades e municípios, faz parte do que chamamos de ‘curricularização da extensão’. Nesse caso, é uma disciplina bem aplicada na prática, o que é benéfico para o acadêmico. Assim, ele consegue viver essa realidade”, declara Heck.

Grupo composto por Bruna Zimmer Ferronatto, Júlia Amanda Schneider e Vanessa Camila Horn (Fotos: Carlos Eduardo Schneider)

As propostas abordam temas relacionados ao patrimônio, à mobilidade, às questões ambientais e à vitalidade urbana. A casa de Anilda Schneider respira história. A idosa, de 98 anos, nasceu em 1923 e sua residência, construída em 1924. A família adquiriu o imóvel em 1962, mas antes disso, o prédio, situado na rua Pinheiro Machado, no centro, foi hospital, fábrica de balas, cervejaria, delegacia e até cadeia. “Estamos muito felizes com a preservação desse patrimônio”, declara a filha de Anilda, Helga Schwingel (76).

Depois de adquirida, a casa passou por reformas. Durante quatro décadas, o imóvel abrigou Anilda e o marido, além da família de Helga. O porão ainda preserva as grades da cadeia. Um forno foi fechado, mas ideias povoam o imaginário das duas. “O forno que fechamos, poderia ter sido o forno das balas, ou a cozinha do hospital, ou mesmo para aquecer os presos nos meses mais frios”, ri Anilda. Ao todo são 35 imóveis apontados como históricos no município.

Detalhes da proposta

Grupo composto por Keila Turatti, Carolina Buhl Schaffer, Luiza Nicolini Bianchini e Julia Cristina Lavall

A proposta busca recuperar a Orla do Rio Taquari, a praça e o Largo dos Emancipacionistas, além de criar corredores verdes nessa região. O objetivo é incentivar a arborização dessa área, tornando a cidade como um todo, mais verde. Além disso, e de modo a integrar a cidade com as pessoas, implantar uma rota de ciclovias que liguem os pontos de patrimônio, de lazer e de turismo.

O trabalho desenvolvido corresponde à proposta de requalificação do Bairro Centro-Cidade Baixa, de Bom Retiro do Sul. Assim, foram propostas zonas de renovação e permanência, sendo focadas no entorno da Rua Senador Pinheiro Machado e da Orla do Rio Taquari, local de maior concentração do patrimônio histórico e cultural do município. Como diretriz de projeto, foi desenvolvido o conceito MOVE, no qual foram elaborados quatro principais temas: patrimônio e turismo, mobilidade, presença do rio e vitalidade.

Compartilhar conteúdo