Jornal Nova Geração

O primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ocorreu nesse domingo, 21. Cerca de 320 candidatos deveriam fazer o exame em Estrela. Neste domingo, 28, os estudantes responderão a 90 questões distribuídas entre Ciências da Natureza e Matemática. As aplicações são feitas na Escola Estadual de Ensino Médio (E.E.E.M) Estrela e no Colégio Martin Luther. O Enem é utilizado como critério de seleção para quem pretende ingressar em universidades.

Na primeira aplicação, o exame foi composto por questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, e a redação com o tema “invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”. O segundo dia de provas terá duração de uma hora a menos em relação ao domingo passado. Os portões abrem às 12h e fecham às 13h, e as provas ocorrem das 13h30min às 18h30min. É obrigatório portar documento de identidade, caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, e o uso de máscara.

Treinamento

Às 12h10 de domingo, Maira de Moura, 17, chegou em frente a E.E.E.M Estrela, no Centro, para fazer o Enem. Aluna do 2º ano da Escola Estadual de Educação Básica Vidal de Negreiros, prestou a prova com antecedência para estar mais preparada para o próximo ano. Ela deseja cursar Fisioterapia e o apoio para seguir na universidade vem dos pais.

“Quero ver como será meu resultado para melhorar em 2022 e estudar com base no que caiu esse ano. Meus pais me ajudam, apoiam meus sonhos. Já estamos até pensando em como vai ser o pós-escola, na faculdade. Está todo mundo junto comigo”, frisa.

Vinicius Barão, 44, é morador do Bairro Pinheiros e levou a enteada Vitória, 17, para fazer a prova. Ainda no 2º ano, a estudante do Colégio Martin Luther faz o treinamento para o ano que vem, quando deve prestar vestibulares para ingressar no curso de Gastronomia. “Ela está um pouco nervosa, mas tentamos dar apoio para que ela vá bem. Somos humanos e todos erram, mas tendo calma e tranquilidade tudo dá certo”, destaca.

Vinicius Barão levou a enteada para fazer a prova (Fotos: Larissa Santos)

Lembrança

Cerca de 50 alunos do ensino médio do Martin Luther participam das provas, sendo 22 só do 3º ano. Como forma de apoiá-los, representantes do educandário estiveram em frente à E.E.E.M. Estrela, no domingo, para entregar água, chocolate e um cartão. A ideia da lembrancinha é motivar ainda mais quem prestou o exame.

Conforme a diretora Andrea Desdessel, durante o ano foram feitos treinamentos. Para ela, na hora da prova os alunos sentem a pressão, mas estão preparados. “Sabemos que para o terceiro ano, é muito importante o Enem, pois muitas universidades e faculdades utilizam a nota para o acesso.”

A professora de Língua Portuguesa, Clarice Hilgemann, explica que, ao retornarem para as aulas presenciais, o estudo foi intensificado. “Os alunos leram redações, observaram a estrutura, analisaram os temas anteriores.”

Como forma de apoiá-los, representantes do Colégio Martin Luther estiveram em frente à E.E.E.M. Estrela, no domingo, para entregar água, chocolate e um cartão.
Compartilhar conteúdo