Jornal Nova Geração

HAPPY HOUR EMPRESARIAL

Vivências e ensinamentos pautam bate-papo com empreendedores em evento da CIC Teutônia

Mais de 140 pessoas participaram da primeira edição do Happy Hour Empresarial da CIC Teutônia em 2024

Programação contou com apresentação de quatro cases de empresas teutonienses

Mais de 140 pessoas participaram da primeira edição do Happy Hour Empresarial da CIC Teutônia em 2024. O evento ocorreu na noite desta quinta-feira (13), no Auditório 03 da entidade, oportunidade para conhecer cases de sucesso, trocar conhecimentos, fazer negócios e muito networking. A pauta do encontro tratou dos desafios da jornada empresarial no passado, no presente e no futuro.

Com mediação dos diretores da pasta da Indústria da CIC, Caroline Immich e Diogo Fernando Dickel, foram quatro apresentações: Cervejaria Teutobier, com o sócio proprietário Clécio Adriano Dullius; Fabricato Pré Moldados, com o sócio e responsável técnico Ivandro Carlos Rosa; Reinigend Tecnologia em Higienização, com a sócia e diretora comercial Gicele Mylius; e Terraplanagem e Concretos Brandão, com o gerente geral Sidimar Brandão.

O presidente da CIC, Renato Lauri Scheffler, valorizou a participação recorde no evento. “Vivemos um momento de retomada depois do que passamos e estamos passando com as cheias, mas é preciso erguer a cabeça e seguir em frente”, disse, homenageando, ainda, a ex-presidente da entidade, Mariza Wolf, que faleceu recentemente.

Ensinamentos

Cada painelista teve a oportunidade de apresentar sua empresa, ocasião em que lembraram os desafios iniciais e ações que contribuíram para o crescimento ao longo dos anos. Nessa trajetória, invariavelmente todos tiveram que se adequar em momentos de turbulência econômica impostos pela pandemia e pelas cheias de 2023 e 2024.
Entre os ensinamentos, Rosa falou de persistência. “Não espere ter todas as condições e recursos para começar, as vezes esse momento não chega. Inicie com o que tem e se dedique. A economia é muito dinâmica, é preciso saber aproveitar as oportunidades, ser muito profissional e persistente para o que está se propondo. Isso serve para a vida e qualquer que seja o segmento. Se esperarmos o momento adequado, nunca vamos começar”, orientou, valorizando ainda a busca constante pelo aperfeiçoamento e o voluntariado.

Gicele foi na mesma linha e valorizou a visão de futuro. “Comecem pequenos, mas pensem processos de empresa grande. Essa organização e mentalidade é uma garantia muito maior de obter sucesso. Para seguir adiante, não podemos parar de querer se desenvolver e crescer”, afirmou, ao mesmo tempo em que disse apreciar uma “mente aberta” para o aprendizado constante e a consciência para saber aceitar ajuda.

Brandão falou em habilidades essenciais para o bom andamento de qualquer negócio. “Organização, comunicação, liderança, delegação de tarefas, controle de prazos, controle de custos dos processos, segurança no trabalho e no trânsito. Junto disso, a melhor maneira para começar algo é parar de falar e dar o primeiro passo”, valorizou, mencionando ainda a necessidade de saber aproveitar as oportunidades.

Dullius sugeriu que quanto antes começar a empreender, melhor. “Quando somos jovens temos mais vitalidade e ‘sangue nos olhos’. Mas ao mesmo tempo, nunca é tarde demais para iniciar algo. É preciso encarar os desafios e, em primeiro lugar, gostar do que está fazendo”, sugeriu, apontando que confiar no próprio potencial é fundamental, assim como ter pessoas competentes e de confiança ao lado.

Potencial teutoniense

Por fim, o público participante pode fazer perguntas aos painelistas. Destaque para o atual momento de reconstrução do Estado após as enchentes e as oportunidades desse processo. Rosa foi enfático: “Teutônia tem todas as condições de se desenvolver mais, desde que crie um ambiente de negócios atrativo. Temos área, energia, internet, água e estrutura logística, um enorme potencial, mas precisamos ter ambição. As vezes a gente não quer, por isso não vamos mais longe”, alertou.

Gicele se disse preocupada com o crescimento desordenado do município. “Teutônia está preparada para crescer e sustentar esse crescimento?”, questionou, ao que acrescentou Brandão: “precisamos tomar decisões e agir mais rapidamente”.

A próxima edição do Happy Hour Empresarial da CIC Teutônia está agendada para o dia 15 de agosto. O evento conta com o patrocínio das cooperativas Certel e Sicredi Ouro Branco.

Compartilhar conteúdo

PUBLICIDADE

Sugestão de pauta

Tem alguma informação que pode virar notícia no Jornal Nova Geração? Envie pra gente.

Leia mais: